Celsinho mostra estrela e faz gol decisivo na reestreia pelo Londrina: "Sabor especial"

Meia sai do banco e balança a rede com menos de um minuto em campo para garantir a vitória do Tubarão sobre o Brusque. "Reestrear fazendo gol é uma sensação incrível", diz Celsinho

celsinho 161120Com estrela, o meia Celsinho voltou a jogar pelo Londrina e foi decisivo na vitória sobre o Brusque, por 2 a 1, no Estádio do Café, pela 15ª rodada da Série C do Brasileiro. Na reestreia pelo Tubarão, o jogador entrou em campo aos 24 minutos do segundo tempo e balançou a rede com menos de um minuto em campo, aproveitando passe de Adenílson.

 

O meia retornou ao Londrina após passagens pelo clube entre 2013 e 2017. Ele foi contratado há um mês e vinha aprimorando a parte física. Relacionado pela primeira vez, teve a chance de entrar em campo e marcar o gol.

Teve um sabor especial. Uma reestreia, um reencontro com esse estádio, onde já tive muitas alegrias
— Celsinho, meia do Londrina

– Sensação incrível. Vinha me preparando, procurando sempre aprimorar a parte física, para que quando chegasse o momento eu pudesse retribuir ao professor. Reestrear fazendo gol é uma sensação incrível. O gol em si, o auge do futebol, todo mundo espera esse momento. Mas você poder marcar e ainda sair vitorioso, é uma sensação incrível. Me encontro radiante, super emocionado, é muito gratificante voltar ao Café e marcar – comemorou.

Celsinho entrou em campo com o placar empatado em 1 a 1. Ele substituiu Carlos Henrique e viu o lance do gol começar logo depois. Matheus Bianqui puxou contra-ataque, o próprio Celsinho participou da jogada e viu a bola passar por Samuel Gomes e Adenílson até receber de volta e completar para a rede.

– Você tem que ler antes a jogada. Quando a bola entra no pé do Samuel, que o Adenílson faz a ultrapassagem, ele é canhoto e a bola caiu no pé direito dele. A finalização seria mais complicada. E só faz gol quem está dentro da área. Na hora automatizei, corri para dentro da área, e o Adenílson, um craque como é, viu e fez um passe perfeito para conclusão em gol – comentou Celsinho, descrevendo a jogada.

Aos 33 anos, Celsinho teve a primeira passagem pelo Londrina no fim de 2012. Pelo Tubarão, acumulou bons e maus momentos, com brilho em alguns momentos e oscilações em outros, além de empréstimos e confusões. Ele foi campeão paranaense, em 2014, e fez parte da conquista da Primeira Liga, em 2017. Diante de tudo isso, o meia não esconde a identificação criada com o clube:

– Em todas as minhas passagens eu sempre disse que tenho um amor absurdo por esse clube, pela cidade, pelas pessoas, amizades. E poder retribuir todo carinho e tudo que as pessoas me passaram, de positivo e até negativo, porque cresci muito com as críticas. Isso pesa muito. Vestir essa camisa é um prazer imenso. Poder reestrear com uma vitória e marcando, dando felicidade ao torcedor, é uma emoção muito grande, não tem nem como descrever. Estou radiante.

O resultado mantém o Londrina no G-4 e o coloca na vice-liderança, com 24 pontos. Foi a sétima vitória seguida do Tubarão jogando dentro de casa na Série C. O próximo jogo será contra o São José-RS, domingo, fora de casa.

Fonte: GloboEsporte