Com interesse das três partes, Ponte e Audax deixam apalavrada renovação de Matheus Vargas

matheusvargas 150419Clubes ainda precisam definir se acordo será por um novo empréstimo ou vínculo definitivo

A permanência de Matheus Vargas na Ponte Preta para a sequência da temporada é uma tendência natural. Além do interesse da Macaca de segurá-lo e da vontade do jogador em ficar no Majestoso, o Audax, donos dos direitos econômicos, já sinalizou favorável a um novo acordo.

O presidente do Audax, Mário Ponte Preta, é torcedor fanático da Macaca, como o próprio nome atesta, e pretende colaborar com o clube do coração. Com todas as partes envolvidas em sintonia, a renovação está apalavrada. O atual contrato de Vargas com a Ponte vai até 30 de maio.

As duas diretorias ainda precisam definir se vão fechar um outro empréstimo ou se o meia vai assinar em definitivo com a Macaca. Neste caso, os clubes negociariam uma fatia dos direitos econômicos.

É a possibilidade que mais agrada o Audax e também Vargas, mas depende da proposta da Ponte, em dificuldades financeiras. À espera de um desfecho, o meia recebeu outras três ofertas (duas de times da Série B e uma da Série A do Brasileiro).

- As duas diretorias estão conversando, e pela relação do Mário com a Ponte Preta o otimismo é grande. Estamos aguardando os clubes acertarem a situação antes de avaliar o lado do Matheus, que pretende ficar na Ponte, onde está adaptado - afirmou Marcelo Robalinho, empresário do atleta.

Como o atual vínculo vai até 30 de maio, Vargas está garantido - pelo menos - para o primeiro mês da Série B. Sem atuar desde o dérbi, em 16 de março, devido a uma lesão na coxa esquerda, o meia deve ficar à disposição para a estreia na Série B, contra o Coritiba, dia 29 de abril, fora de casa.

Titular com Jorginho, Vargas cresceu de produção desde a chegada do treinador e fez dois gols no Paulistão.