Com atacantes em boa fase, Potuguesa briga por título da Copa Paulista e vaga na série D

guilhermequeiroz 031115Após vitória por 3x1 no jogo de ida da Copa Paulista, Portuguesa vai a Itu enfrentar o Desportivo Brasil na partida de volta, com vantagem do empate ou derrota por até um gol de diferença

No último sábado (21), a equipe da Portuguessa bateu o Desportivo Brasil em casa por 3x1(Queiroz 2x e Marcelinho Paraíba), revertendo a vantagem que a equipe adversária possuía por ter melhor campanha na fase classificatória. A Lusa teve uma partida impecável, chegou a abrir 3x0 diante o adversário, mas em um lance de bola parada nos acréscimos, a equipe visitante conseguiu diminuir o placar. Em conversa com o atacante Marcelinho Paraíba, ele nos falou um pouco sobre o gol sofrido no final da partida.

 

"O gol que eles fizeram no finalzinho, nos incomodou, não queríamos ter sofrido o gol, até porque já estava no final do jogo. A nossa intenção na primeira partida era conseguir a vitória, independente do placar, para revertermos a vantagem que era deles e que agora se transferiu para nós. Independente do gol que tomamos, temos consciência que é uma vantagem considerável, você fazer 3x1 no primeiro jogo de mata mata, possibilita perdermos de no máximo 1x0, mas nos vamos em busca da vitória, marcando firme", disse o atleta.

A equipe do Desportivo Brasil possui a vantagem em caso de vitória por dois gols de diferença, por conta da melhor campanha na competição, em caso de vitória por apenas um gol de vantagem, a classificação é Lusitana. É tudo ou nada para a equipe do interior, e o atacante Marcelinho sabe disso, sabe que eles entrarão em campo para buscar o resultado, que sem dúvidas irá acabar abrindo espaços para possíveis contra ataques, Marcelinho comentou sobre a possível postura da equipe adversária no jogo de volta.

"Acho que para esse 2 jogo, com certeza eles vão vir um pouco mais aberto, porque eles precisam fazer o gol, e vão estar jogando em casa, mas a nossa postura não vai mudar, a equipe tem um padrão de jogo, independente de ser em casa ou fora, e o jogo de ida foi um resultado importante, trabalhamos para no primeiro jogo reverter a vantagem e conseguimos, mas sabemos que não será um jogo fácil, vamos respeitar o adversário mas vamos jogar do mesmo jeito que jogamos em casa, só que com um pouco mais de atenção e uma marcação mais forte", concluiu.

A Lusa também conta com a boa fase do atacante Guilherme Queiroz, que com 12 gols é o artilheiro da equipe na competição, e na partida de ida não passou em branco, balançando a rede duas vezes.

"Eu me sinto bem aqui, estou trabalhando muito, estava buscando bastante essa fase de gols e espero continuar assim por muito tempo. Sou muito feliz aqui na Lusa, espero ser artilheiro da competição e, desta forma, ajudar o clube a principalmente conquistar nossa grande objetivo que é o título e a vaga para a série D".

Guilherme também comentou sobre a pressão que a torcida exerce na diretoria e jogadores, cobrando um retorno breve a elite do futebol brasileiro.

"Acho normal eles cobrarem da gente essa vaga, a Portuguesa tem que ter calendário, é um time de muita expressão, Vamos fazer de tudo pra conquistar o nosso objetivo, que é a vaga para a série D. Isso motiva a gente quando entrarmos em campo. Sabemos que vamos jogar por toda nação Lusitana, a pressão é grande, mas eu acho normal, jogador de futebol que não se acostuma a jogar com pressão não joga em nenhum lugar. Meu maior objetivo aqui é ganhar essa vaga e dar um pouco de alegria para essa torcida maravilhosa, eles vêm sofrendo muito ano após ano, vamos fazer de tudo por esse título", finalizou.