Feliz no Alvarenga-POR, Guaxupé aposta em Taça de Aveiro, vê grupo unido e com chance de título

Ex-jogador da base do Corinthians sonha levantar importante troféu para o clube em sua primeira temporada em Portugal
 
Rogério Guaxupé, meio-campista de 21 anos, chegou ao GDSC Alvarenga em janeiro deste ano e, adaptado à cidade do norte de Portugal e à equipe, sente-se em casa no clube português que disputa o Campeonato Safina, distrital equivalente à quarta divisão nacional. Um dos recentes reforços, o brasileiro já sonha alto e quer disputar a próxima Taça de Portugal na temporada 2017/2018, competição que reúne os gigantes do país, como Porto, Benfica e Sporting. O caminho é curto, mas não fácil: vencer os próximos três jogos da Taça de Aveiro e conquistar o troféu.
 
“Espero que consigamos chegar até a final. O time não vem muito bem na liga e, talvez por sabermos que não temos muitas chances de título na Safina, estamos focando mais nas partidas da Taça. Temos grandes chances de chegar à final. O foco é total nessa competição pra chegar à decisão. Temos qualidade, falta um pouco de ‘casca’ para o grupo, então temos que entrar com tudo, já que disputar a Taça de Portugal no ano que vem é nosso objetivo para essa época”, garantiu o jogador, que recorda a atual situação do Alvarenga nas duas competições que atua: 14º colocado da Liga Safina e quadrifinalista da Taça.
 
Com Guaxupé titular nas duas últimas partidas da Taça de Aveiro, o Alvarenga alcançou a fase de quartas de final do torneio. Para isso, contou com boas atuações do ex-jogador das categorias de base de Corinthians e Audax nas vitórias de 5 a 0 sobre o Macieira e 2 a 1 sobre o União Lamas, confronto disputado no último domingo de Carnaval, dia 26 de fevereiro. O próximo confronto, contra o Milheiroense, está agendado para 14 de abril.
 
O camisa 7 gostou de suas recentes apresentações, ressaltou a vontade de vencer da equipe e enalteceu a união dos jogadores.
 
“Tive atuações muito seguras, creio que passei segurança ao time e ao treinador. Faltam dois jogos para chegar à final. Entramos em campo com muita gana nesse último jogo. Olhava no olho de cada um e via que a vontade de ganhar era enorme. Teve um lance em que houve uma pequena confusão em que deu pra perceber que todos estão muito fechados em torno da unidade da equipe, estamos muito unidos. O time está começando a encaixar. O espírito de grupo está aumentando cada vez mais, o que ficou muito nítido nesse jogo”, pontuou Guaxupé.
 
O meio-campista brasileiro é só elogios ao clube e seus novos companheiros de grupo. Guaxupé cita o atual título do Distrito de Aveiro como sinal de crescimento e, com o dia a dia vestindo a camisa, afirma vivenciar a constante evolução apresentada pelo GDSC Alvarenga.
 
“É um clube que tem um ambiente bom. A cidade toda sempre comparece aos jogos, mesmo o estádio sendo pequeno, o Alvarenga está levando bastante gente ao campo. A cidade abraça o clube e percebe-se que é uma instituição com bastante história no futebol da região. O Alvarenga vem crescendo, sagrou-se campeão na época passada e, apesar do pouco tempo que estou aqui, a cada ano o clube vai se mantendo forte, subindo de divisão e evoluindo. Quando cheguei, todos me abraçaram bastante, fui bem recebido, então me sinto muito bem e cada dia mais à vontade”, finaliza.
 
 
Rafael Alvarez
Assessoria de Imprensa- Think Ball & Sports Consulting